Última hora

Última hora

A seca e a fome mtam na Guatemala

Em leitura:

A seca e a fome mtam na Guatemala

Tamanho do texto Aa Aa

Parte da Guatemala enfrenta o flagelo da seca e o governo é obrigado a tomar medidas para alimentar mais de 400 mil famílas.

O presidente Álvaro Colom, acaba de decretar estado de calamidade pública nacional para enfrentar a crise alimentar, sobretudo no chamado “corredor seco” que abrange sete províncias da toda a região sul do país. A escassez de alimentos em consequência da seca prolongada provocou a morte de 462 pessoas em áreas pobres da Guatemala entre janeiro e julho deste ano, segundo o ministério da Saúde. O número de aldeias ameaçadas pela fome mais que duplicou entre Maio e o início de Agosto. Segundo números da ONU, metade (49%) das crianças guatemaltecas sofrem de subnutrição crónica, a taxa mais elevada de toda a América Latina e uma das mais elevadas do mundo. O Programa Mundial de Alimentos da ONU começou terça-feira a entregar 20 toneladas de produtos em 164 comunidades afetadas pela fome.