Última hora

Última hora

Obama pede a congresso união para reformar sistema de saúde

Em leitura:

Obama pede a congresso união para reformar sistema de saúde

Tamanho do texto Aa Aa

Era um exame difícil, mas Barack Obama superou-o.

O presidente discursou hoje perante as duas câmaras do Congresso sobre o tema que tem dominado a actualidade nos Estados Unidos: a reforma do sistema de saúde. O chefe de estado tenta assim romper o impasse em que se encontra o projecto, grande prioridade legislativa do executivo e cujo sucesso pode ditar o seu futuro político. “O plano que anuncio esta noite tem três objectivos básicos: vai fornecer mais segurança e estabilidade àqueles que têm seguros de saúde, vai dar seguros àqueles que não os têm e vai abrandar o custo das despesas de saúde para as famílias, para as empresas e para o Governo”. Obama exortou o congresso a aprovar a reforma, numa altura que cresce o cepticismo público sobre o tema. Sondagens mostram que 52% dos americanos estão contra a medida proposta pelo presidente. E avisou que o tempo das politiquices chegou ao fim. “Acabaram-se os jogos. Agora é tempo de agir, é tempo de juntarmos as melhores ideias dos dois partidos e mostrar ao povo americano que ainda podemos fazer aquilo para que fomos escolhidos. É tempo de conseguir mudar o sistema de saúde.” A reforma vai custar um bilião de dólares em 10 anos e Obama garante que não vai aumentar um dólar sequer ao défice público. O presidente sublinhou ainda que o plano vai custar menos que as guerras do Iraque e do Afeganistão juntas.