Última hora

Última hora

"Lebanon" conquista Leão de Ouro em Veneza

Em leitura:

"Lebanon" conquista Leão de Ouro em Veneza

Tamanho do texto Aa Aa

Primeiro filme, primeiro Leão de Ouro para o realizador israelita Samuel Maoz, pela película autobiográfica Lebanon.

“Dedico este prémio às milhares de pessoas no mundo inteiro que regressaram da guerra, como eu, sãs e salvas, mas, para quem as memórias continuam pregadas nas suas almas”, disse Samuel Maoz diante do público do Festival de Veneza. O filme mostra a violência da guerra que Israel travou no Líbano, em 1982. O realizador exorciza os próprios fantasmas por ter participado na invasão. Um retrato de um conflito sem heróis, filmado a partir de um tanque. O britânico Colin Firth ganhou o prémio de interpretação masculina e fez questão de agradecer em italiano. “Estar aqui com este presente nas mãos é a maior honra da minha vida”, disse. Colin Firth foi distinguido pela prestação em “A Single Man”. Um primeiro filme do estilista Tom Ford, onde Colin Firth interpreta um professor homossexual, que perde tragicamente o companheiro, nos anos 60. A russa Kseniya Rappaport foi considerada a melhor actriz, pelo papel em “La Doppia Ora”, do italiano Giuseppe Capotondi. “Sinto que estou a voar num pára-quedas e não sei como aterrar”, declarou a actriz visivelmente comovida. Em “La Doppia Ora”, a actriz interpreta uma empregada de hotel, emigrante, que se apaixona por um ex-polícia italiano, num contexto de crime e de intrigas.