Última hora

Última hora

Recordar o 11 de Setembro oito anos depois

Em leitura:

Recordar o 11 de Setembro oito anos depois

Tamanho do texto Aa Aa

Duas colunas de luz no lugar das torres gémeas marcaram a noite do oitavo aniversário dos ataques do onze de Setembro.

As cerimónias evocativas começaram bem cedo. Às 08:46, hora do primeiro ataque, Barack Obama guardou um minuto de silêncio em memória das três mil vítimas. O presidente dos Estados Unidos assegurou que os responsáveis vão continuar a ser perseguidos, numa referência à guerra no Afeganistão e proferiu um discurso de unidade. “Acima de tudo, num dia em que os outros tentaram acabar com a nossa confiança, vamos renovar o nosso propósito comum. Recordemos a forma como nos unimos e nos tornamos uma nação, um povo, como americanos”, disse. Em Manhattan, na “zona de impacto”, uma a uma as vítimas foram relembradas. Tal como no resto do país, um minuto de silêncio foi observado coincidindo com a hora em que os dois aviões embateram nas torres gémeas.