Última hora

Última hora

Conservadores protestam em Washington contra reforma da saúde de Obama

Em leitura:

Conservadores protestam em Washington contra reforma da saúde de Obama

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de milhares de norte-americanos manifestaram-se em Washington contra a ambiciosa reforma do sistema de saúde de Barack Obama.

A marcha de protesto foi organizada por grupos conservadores. Um manifestante defende que “a administração vai levar o país à falência” e diz que protesta “como cidadão norte-americano para defender os seus direitos”. Outro afirma que, com uma questão da magnitude da assistência médica, os protestos “não vão diminuir enquanto Obama não sair da Casa Branca”. A eventual subida dos impostos em consequência da reforma da saúde e o velho “fantasma” do comunismo têm sido os argumentos usados pela ala mais conservadora da direita norte-americana. O congressista republicano Mike Pence defende que “a forma como os conservadores vão responder ao desafio pode determinar se os Estados Unidos mantêm o lugar no Mundo como farol da liberdade ou vão cair no abismo que engoliu a maioria da Europa numa avalanche de socialismo”. Enquanto tenta vencer as reticências de uma parte do Congresso, Obama continua a promover em todo o país uma reforma que considera prioritária. No Minnesota, diante de 15 mil pessoas, o presidente norte-americano alertou contras as “tácticas do medo” e sublinhou que “acabou o tempo dos jogos. O momento é de acção, para oferecer assistência médica a todos os norte-americanos”. Os Estados Unidos são a única potência industrializada sem um sistema abrangente, contando actualmente com 46 milhões de pessoas sem seguros de saúde.