Última hora

Última hora

Rússia arma Hugo Cháves

Em leitura:

Rússia arma Hugo Cháves

Tamanho do texto Aa Aa

Hugo Chávez confirma a corrida ao armamento após uma viagem de dez dias à África, Ásia e Europa. 

O presidente Venezuelano anunciou em Caracas a compra à Rússia de mísseis com um alcance de 300 quilómetros, para além de carros de combate T-72 e T-90.
 
“Agradecemos ao governo russo que aprovou o nosso pedido. Porque nós damos prioridade à educação, damos prioridade à saúde portanto temos toda a legitimidade para comprar armas para a defesa do nosso país”, declarou.
 
Durante a visita de Chávez a Moscovo, os ministérios da Defesa dos dois países assinaram um acordo de cooperação militar cujos detalhes não foram revelados. Chávez considera a Rússia um “aliado estratégico” e cimentou uma aliança mais estreita com Moscovo  reconhecendo a independência da Abkházia e da Ossétia do Sul.
 
O Presidente russo, Dmitri Medvedev, prometeu-se vender todas as  armas de que necessitasse.
 
Chaves está envolvido num conflito diplomático com a vizinha Colômbia, devido aos planos de Bogotá para permitir maior acesso de tropas norte-americanas às suas bases. Em Julho passado congelou suas relações com o presidente Álvaro Uribe.