Última hora

Última hora

Prisão perpétua para conspiradores de atentados com explosivos líquidos

Em leitura:

Prisão perpétua para conspiradores de atentados com explosivos líquidos

Tamanho do texto Aa Aa

A Justiça britânica condenou a prisão perpétua três islamistas considerados culpados de conspirar para cometer atentados contra aviões de passageiros sobre o Atlântico, recorrendo a explosivos líquidos.

As condenações prevêem um minímo de entre 32 e 40 anos de prisão efectiva para os três homens. Um quarto islamista britânico foi condenado a um mínimo de 22 anos de prisão efectiva por conspiração para cometer homicídios. O juíz que conduziu o processo explicou que os homens – com ligações à Al-Qaida no Paquistão – foram detidos no Reino Unido poucos dias antes da data em que pretendiam cometer os atentados, na posse de substâncias suficientes para “fabricar vinte bombas”. A desarticulação do plano terrorista, que visaria ligações transatlânticas no Verão de 2006, obrigou a cancelar um grande número de voos em plena época estival. O caso levou a um importante reforço das medidas de segurança nos aeroportos europeus, incluíndo restricções na quantidade de líquidos que os passageiros podem transportar na bagagem de mão.