Última hora

Última hora

Bélgica: regularização de imigrantes ilegais arranca de forma tranquila

Em leitura:

Bélgica: regularização de imigrantes ilegais arranca de forma tranquila

Tamanho do texto Aa Aa

A operação para regularizar a situação dos imigrantes ilegais na Bélgica já arrancou, mas sem as enchentes esperadas pelo Governo.

Em causa poderão estar os critérios exigidos para a obtenção de documentos. O processo contempla os pedidos de asilo e os imigrantes que se encontrem a trabalhar no país há já alguns anos. Um imigrante diz que “esta era oportunidade há muito aguardada” e responsabiliza o Governo belga pelo facto de ter adiado o início do processo. Ter um contrato de trabalho, conhecer a língua ou ter tentado a regularizar a situação anteriormente são alguns dos requisitos chave. Uma funcionária pública refere que “os imigrantes têm de apresentar, por exemplo, facturas de electricidade, gaz ou de hospitais.” Mas obter um contrato de trabalho não é para todos. Os imigrantes denunciam a postura de muitos empregadores, que se recusam a fornecer qualquer documento para evitar maiores encargos. Uma situação que tem originado dezenas de manifestações. Em 2008, cerca de duas centenas de pessoas ocuparam uma igreja em Bruxelas e deram início a uma greve de fome por tempo indeterminado. A operação de regularização em curso desde esta terça-feira, extende-se até meados de Dezembro.