Última hora

Última hora

Ramadão termina para milhões de Muçulmanos europeus

Em leitura:

Ramadão termina para milhões de Muçulmanos europeus

Tamanho do texto Aa Aa

A celebração do L’aid el-Fitr, que marca o mês sagrado do Ramadão para os muçulmanos, reuniu milhões de fiéis em toda a Europa.

Foi um período em que durante um mês em que os praticantes se abstiveram de beber, comer, fumar e ter relações sexuais, do nascer ao pôr-do-sol. De acordo com um estudo alemão datado de 2007, existem pelo menos mais de 53 milhões de muçulmanos na Europa, cerca de 16 milhões dos quais vivem na União Europeia. Em Roma, muitos seguidores desobedeceram à interdição de se concentrarem na praça central da cidade. O presidente da Câmara tinha pedido aos muçulmanos para se reunirem na grande mesquita da capital romana, onde se estimava a comparência de 30 mil pessoas. Sem opção, os muçulmanos a viverem em Atenas tiveram que se reunir no Estádio Olímpico de Atenas numa altura em que a construção de uma mesquita na capital grega é ainda um sonho para muitos. O presidente da associação muçulmana da Grécia faz um apelo a todas as nações islâmicas. “Pedimos ajuda a todos os países muçulmanos que nos apoiem, não financeiramente, mas diplomaticamente, para pressionar o governo grego a construir uma mesquita e um cemitério islâmicos E desejo-vos a todos um muito bom Eid. O Ramadão é um dos cinco deveres básicos do bom muçulmano. Os outros quatro são: a recitação e aceitação da doutrina, orar cinco vezes por dia pagar a esmola, e fazer a peregrinação a Meca se tiver condições financeiras.