Última hora

Última hora

Alemanha quer taxar transacções financeiras

Em leitura:

Alemanha quer taxar transacções financeiras

Tamanho do texto Aa Aa

A regulamentação do mercado financeiro vai ser um dos temas principais da cimeira do G20 em Pittsburgh, com a maior parte dos países participantes a pedir um maior controlo dos bónus pagos aos quadros da banca e aos corretores.

Da Alemanha, chega a proposta de instituír um imposto sobre as transacções, também chamado taxa Tobin. A chanceler Angela Merkel promete levar o tema ao G20: “Qualquer produto do mercado financeiro, qualquer instituição, qualquer local de trocas financeiras, deve estar sujeito a regulamentação. Essa é uma medida que deve ser tomada de forma coerente, a nível internacional”, disse. A monitorização das actividades financeiras está longe de gerar consenso, mas o ministro das finanças pede acções precisas: “Há ainda muito por fazer e, nas discussões de hoje, chegámos a acordo sobre a necessidade de se criar um calendário, em Pittsbrugh, e serem definidos claramente os assuntos que vão ser tratados e em que datas”, disse Peer Steinbrueck. A Alemanha apoia também a proposta da Holanda, de limitar os bónus dos executivos da banca ao salário anual base – uma proposta que conta com a oposição dos Estados Unidos. De uma forma geral, a União Europeia defende um controlo destes bónus.