Última hora

Última hora

Intel condenada a multa histórica

Em leitura:

Intel condenada a multa histórica

Tamanho do texto Aa Aa

O maior grupo mundial de fabrico de microprocessadores, Intel, está em maus lençóis com a Comissão Europeia.

A Comissão baseia-se em novas provas, trazidas a lume por vários clientes da Intel, das alegadas práticas anti-concorrenciais, justificando assim a multa de mais de mil milhões de euros, a maior alguma vez dada por Bruxelas neste sector. Vários fabricantes de computadores e outros equipamentos, clientes da Intel, incluindo a Hewlett-Packard, a NEC e a Dell, dizem ter sido aliciadas pela Intel para romperem contratos com a concorrente AMD. A Intel terá ameaçado, oferecido dinheiro e feito assinar contratos para garantir que se mantinha quase monopolista no fornecimento dos processadores, deixando a AMD muito atrás. A Intel contesta a multa, ao dizer que é desproporcionada. Diz ainda que Bruxelas não provou haver um prejuízo para o consumidor.