Última hora

Última hora

Operação de charme de Barack Obama para promover a reforma do sistema de saúde

Em leitura:

Operação de charme de Barack Obama para promover a reforma do sistema de saúde

Tamanho do texto Aa Aa

Este domingo, o Presidente dos Estado Unidos vai estar presente em cinco programas de televisão para defender o seu controverso projecto.

Obama garante que a ser aprovada pelo Congresso a lei só beneficiará a todos e promete ainda acabar, com a prática discriminatória das seguradoras privadas. Tudo para que ninguém fique sem direito ao acesso à sua saúde. “Se nada fizermos é garantido que os gastos vão subir, mais pessoas vão perder a cobertura dos seus seguros de saúde, as seguradores vão continuar a evitar que as pessoas possam accioná-los devidos a condições pré-existentes. Tudo isso são fardos sobre as pessoas que actualmente não possuem seguros de saúde”. Nos Estados Unidos 45 milhões de pessoas não têm qualquer seguro de saúde Estima-se que anualmente 45 mil morrem por esse motivo. Apesar da chuva de críticas, que acusam o projecto de Obama de “despesista”, o Presidente garante que não haverá um aumento de impostos para a classe média. O custo será financiado pelos mais ricos. O tema tem dividido profundamente a sociedade. Uma sondagem recente indica que 60% dos norte-americanos é contra o projecto. Por isso, Obama desdobra-se em entrevistas para esclarecer a opinião pública.