Última hora

Última hora

Mundo pede acções contra aquecimento global

Em leitura:

Mundo pede acções contra aquecimento global

Tamanho do texto Aa Aa

A pressão sobre os líderes mundiais é cada vez maior. Mais do que palavras, a luta contra o aquecimento global exige acções numa altura em que o relógio corre contra o tempo.

A negociação de novos tectos para as emissões de gases com efeito de estufa apresenta-se como uma das tarefas mais difíceis. Até 2020, a União Europeia pretende reduzir até os níveis em 20%, em relação a 1990. A ameaça de extinção levou cerca de quatro dezenas de ilhas-Estado a falar a um só voz. O grupo alerta para a subida do nível das águas do mar e pede medidas urgentes. Tudo para evitar que imagens como estas façam parte do passado. Este ano, a crise económica deu uma ajuda ao ambiente. A queda da actividade industrial contribuiu para uma redução de 2,6% das emissões de gases com efeito de estufa. Cerca de 500 empresas internacionais juntaram-se, entretanto, a uma campanha encabeçada pelo herdeiro do trono britânico, que pede mais acções de apoio no combate ao aquecimento global. A menos de três meses da cimeiora de Copenhaga, centenas de activistas lembram aos políticos que é tempo de acordar para uma nova realidade. Os manifestantes querem ver passar das palavras à acção os dirigentes mundiais.