Última hora

Última hora

Trabalhadores da Opel juntam-se na Bélgica

Em leitura:

Trabalhadores da Opel juntam-se na Bélgica

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de trabalhadores da Opel, vindos de vários países, manifestaram-se esta quarta-feira frente à fábrica na Bélgica.

Recusam o encerramento desta unidade que poderá acontecer na sequência do acordo de compra estabelecido com a canadiana Magna. Os trabalhadores, que não aceitam o encerramento de unidades e despedimentos que consideram forçados, concordam com a necessidade de reestruturação mas querem que seja feita “em termos socialmente aceitáveis”. Nesta nova fase, o objectivo é despedir mais de dez mil funcionários, metade na Alemanha. O encerramento de fábricas alemãs não deverá acontecer, o mesmo não se passa com a de Antuérpia. Os trabalhadores discordam. Entretanto a Comissão europeia preveniu o governo alemão que não autoriza qualquer ajuda pública à construtora. Angela Merkel, que defendeu o acordo com a Magna para evitar o encerramento de fábricas na Alemanha, espera agora os resultados das eleições legislativas de domingo para encerrar o caso Opel.