Última hora

Última hora

Villepin apresenta queixa contra presidente francês

Em leitura:

Villepin apresenta queixa contra presidente francês

Tamanho do texto Aa Aa

Ao quarto dia de julgamento do caso Clearstream, Dominique de Villepin passa à ofensiva contra o presidente francês. Os advogados do ex-primeiro-ministro vão apresentar queixa contra Nicolas Sarkozy por ataque ao princípio de presunção de inocência, embora saibam que não será julgada devido à imunidade presidencial.

Em causa estão as declarações de Sarkozy numa entrevista televisiva. O presidente usou a palavra “culpado” para evocar as pessoas que estão a ser julgadas. Sarkozy afirmou: “Após dois anos de inquérito, dois juízes independentes decidiram que os culpados deveriam enfrentar o tribunal”. A declaração provocou uma forte reacção dos advogados de Villepin, que contestam a presença do presidente na lista de vítimas, apesar do seu estatuto. Segundo o advogado Olivier Metzner, este foi “o pior ataque à presunção de inocência jamais feito em França. É inaceitável que um presidente da república se pronuncie sobre a culpabilidade de um homem que ainda não foi julgado”. O tribunal de Paris ouve actualmente os cinco arguidos, acusados de falsificar uma lista de contas do banco luxemburguês Clearstream para envolver certas pessoas, incluindo Nicolas Sarkozy, num escândalo de corrupção. Dominique de Villepin é acusado de ter promovido a manipulação para barrar o caminho do rival quando ambos lutavam pelo posto de candidato do UMP às presidenciais de 2007.