Última hora

Última hora

G20 clarifica posições

Em leitura:

G20 clarifica posições

Tamanho do texto Aa Aa

Esta cimeira do G20 serviu sobretudo para delinear posições em vários campos, numa altura em que a retoma começa a tomar forma e os países industrializados e em vias de desenvolvimento vão saíndo da crise.

Os países membros do grupo reafirmaram a responsabilidade, perante todas as nações do mundo, de garantir a boa saúde da economia mundial. Isso significa estabelecer condições e datas precisas para os planos de relançamento da economia dos governos e também zelar pela criação de empregos. O G20 tomou também uma posição quanto aos bónus pagos aos corretores e altos funcionários da banca. Embora continue a haver discordâncias entre a Europa e os Estados Unidos, ambas as partes concordaram na necessidade de reformar as práticas de pagamento nos bancos, e sobretudo de haver mais ética nestes pagamentos. Outra posição comum: o papel do FMI. Segundo a proposta saída da cimeira, o Fundo Monetário Internacional vai ter um papel mais activo na monitorização da economia global. O FMI passa a fazer relatórios semestrais ao G20 sobre a economia mundial. Por outro lado, os países emergentes ganham agora mais peso no seio da instituição. Finalmente, os 20 países que compõem o grupo estão igualmente de acordo quanto à necessidade de combater a mudança climática e a produção de gases com efeito de estufa. Há um acordo de princípio para acabar com as ajudas públicas às energias fósseis. Os países, tanto industrializados como em vias de desenvolvimento, têm que apostar nas renováveis.