Última hora

Última hora

G20 destrona G8 no combate à crise económcia

Em leitura:

G20 destrona G8 no combate à crise económcia

Tamanho do texto Aa Aa

As grandes decisões sobre a política económica mundial vão passar a ser decididas não a oito mas a 20.

O peso da China, da Índia ou do Brasil sai reforçado da cimeira dos 20 países mais industrializados do mundo que se iniciou esta noite em Pittsburg, nos Estados Unidos. Na reunião, destinada a debater a reforma do sistema financeiro e o combate ao aquecimento global, foram também anunciadas medidas para equilibrar o sistema de voto dentro do Fundo Monetário Internacional, de forma a dar mais poder aos países emergentes. Decisões que correspondem às expectativas de Washington, mas que estão longe para já das exigências da União Europeia, relativamente a medidas como a limitação do valor dos prémios atribuídos pelo sector bancário. O secretário do Tesouro norte-americano tentava esta noite dissipar as fricções: “Penso que conseguimos chegar a um consenso sobre os objectivos desta reunião, depois de meses de trabalho árduo para convencer todos os países a aceitarem uma lista de objectivos comuns e um calendário para levar a cabo estas reformas”. Em debate vai estar também o delicado dossiê da redução das emissões de gases com efeito de estufa. O comunicado final do G20 deverá propor a redução a médio prazo dos subsídios aos combustíveis fósseis, mas sem avançar qualquer calendário preciso.