Última hora

Última hora

Portugal: PS distancia-se do PSD nas sondagens

Em leitura:

Portugal: PS distancia-se do PSD nas sondagens

Tamanho do texto Aa Aa

A dois dias das legislativas em Portugal, as sondagens dão o PS como vencedor do escrutínio, com 38% de intenções de voto, mas distante da maioria absoluta.

Os sociais-democratas poderão obter 30%, o que somado aos 8% do CDS-PP permitiria a uma coligação de centro-direita empatar nas urnas com o PS. José Sócrates evitou ontem falar de vitória antes do tempo: “O nosso partido não está seguro da vitória. Apelamos a todos os que votam PS porque temos apenas uma certeza, não é a certeza da vitória mas a certeza de merecer esta vitória eleitoral”. Manuela Ferreira Leite, por seu lado, preferiu relativizar os resultados da sondagem, chamando a atenção para os cerca de 10% de indecisos. Mas os apelos ao voto útil dos dois principais rivais não parecem desmobilizar o eleitorado dos partidos mais pequenos, que como o PSD, rejeitam qualquer coligação pós-eleitoral com os socialistas. A progressão mais flagrante à esquerda é a do partido de Francisco Louçã. Segundo as sondagens o Bloco de Esquerda poderia obter 11% de votos e passar assim a ocupar de 8 a 22 lugares no parlamento. Um cenário político que, a confirmar-se poderá condenar o próximo mandato dos socialistas a depender de alianças pontuais à esquerda e à direita.