Última hora

Última hora

Suíça fora da "lista cinzenta" da OCDE

Em leitura:

Suíça fora da "lista cinzenta" da OCDE

Tamanho do texto Aa Aa

A Suíça saíu da “lista cinzenta” dos paraísos fiscais, feita pela OCDE.

Isto significa que a organização, com sede em Paris, reconhece os esforços feitos pela Suíça no sentido de tornar mais transparente o sistema bancário e evitar as fraudes. A Suíça acatou as 12 convenções sobre troca de informação fiscal, necessárias para saír da lista. “Para a Suíça, tal como para os outros países onde havia sigilo bancário, há uma mudança para os contribuintes. Já não vão poder esconder-se sem risco e já não vão poder abusar do sigilo bancário. Isso é uma boa notícia, porque significa que vão ter que pagar os impostos no país de residência e, se não o fizerem, correm o risco de serem apanhados, uma vez que agora há uma cooperação administrativa entre a Suíça e os parceiros”, explica o analista Pascal Saint-Amand. Este gesto da OCDE chega poucos meses depois da resolução do caso UBS. O banco suíço escapou por pouco a um processo nos Estados Unidos, por alegadamente ajudar cidadãos americanos a fugir ao fisco, através de contas na Suíça.