Última hora

Última hora

Eleições alemãs: Pequenos partidos à conquista de votos

Em leitura:

Eleições alemãs: Pequenos partidos à conquista de votos

Tamanho do texto Aa Aa

Guido Westerwelle, o carismático lider do FDP votou esta manhã em Bona o seu feudo político.

Os liberais são um dos potenciais parceiros de uma futura coligação governamental com os cristãos-democratas de Angela Merkel, mas o apelo ao voto do Westerwelle foi bem claro. Aos eleitores disse que estão disponíveis para a constituiçao de uma aliança governativa com a CDU mas, para isso, pediu que votem em si e não em Merkel, algeando que Merkel poderá também juntar-se aos Verdes ou aos sociais-democratas. Uma das líderes dos Verdes, Renata Kuenast é a candidata à chancelaria. As sondagens atribuem-lhe 10% das intenções de voto. A esquerda, fundada pelo ex-social-democrata Oskar Lafontaine, ambiciona uma subida. Aqui é o líder do grupo parlamentar no Bundestag, Gregor Gyssi, que votou em Berlim. Em 2005, Die Linke elegeu 51 deputados através da sua lista e apenas três no sistema distrital. Segundo os analistas os partidos “estão a lutar pelo campo uns dos outros”, o que ajuda ao renascimento dos Verdes, dos Liberais e ao crescimento do Die Linke. “