Última hora

Última hora

Manifestantes em Zurique exigem libertação Roman Polanski

Em leitura:

Manifestantes em Zurique exigem libertação Roman Polanski

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de pessoas manifestaram-se esta manhã em Zurique exigindo a libertação do cineasta franco-polaco detido no sábado, quando chegava ao aeroporto da cidade helvética, onde ia receber um prémio num festival de cinema.

Vários quadrantes do mundo artístico pressionam as autoridades suíças Jacques Fausten, director de cinema defende a neutralidade territorial dos festivais. “Os festivais de cinema sempre foram um local onde as fronteiras não existem, como em Cannes onde podemos receber um dissidente procurado pela justiça de um país para apresentar o seu filme. Se acabamos com esta natureza extraterritorial, acabamos com a livre circulação do trabalho artístico”, disse Fausten. Polanski encontra-se detido num estabelecimento prisional em Zurique onde aguarda extradição para os Estados Unidos. O governo helvético nega acusação de perseguição. “Não tivemos alternativa devido ao acordo de cooperação que temos com os Estados Unidos. Temos de accionar o mandato de captura internacional assim que uma pessoa procurada pisa solo suíço”, disse a ministra suíça da Economia, Doris Leuthard. O caso remonta a 1977. Polanski foi acusado de violar Samantha Geimer, uma jovem de 13 anos, mas acabou por fugir dos Estados Unidos para a Europa.