Última hora

Última hora

Aborto e Economia dominam campanha

Em leitura:

Aborto e Economia dominam campanha

Tamanho do texto Aa Aa

A campanha para o referendo ao Tratado de Lisboa foi dominda pela Economia e pela polémica em torno do aborto.

A Igreja Católica irlandesa veio já a público desmistificar «falsas propagandas» e garantir que a aprovação do documento não significa abrir caminho à liberalização do aborto. Um taxista afirma que vai votar Não, e que as pessoas que votaram Não há 16 meses mantém o não. O resultado da votação é importante para que o tratado entre em vigor na UE e os 27 países que a compõem tenham um papel mais importante a nível mundial e evitem uma nova paralisia política e institucional. Mas é ainda mais crucial para o primeiro-ministro irlandês, Brian Cowen, cujo Governo tem neste referendo o primeiro de três grandes testes aos seus esforços para fazer face à crise financeira que deixou o país de joelhos.