Última hora

Última hora

Mais de mil mortos em Padang

Em leitura:

Mais de mil mortos em Padang

Tamanho do texto Aa Aa

Na corrida contra o tempo para tentar resgatar vidas aos escombros da cidade de Padang, vão acontecendo milagres.

Uma mulher foi retirada com vida dos destroços de uma escola, 48 horas depois do terramoto. Segundo as Nações Unidas, o número de vítimas mortais ultrapassa já um milhar e as autoridades estimam que poderá chegar às 4 mil. A Indonésia luta com graves dificuldades para resgatar as pessoas presas nos escombros. A ministra indonésia da Saúde lançoum, esta sexta-feira, um apelo à comunidade internacional para que colabore com os meios técnicos necessários às operações de socorro. A comunidade científica explica que este sismo, que atingiu em pleno a cidade de Padang na ilha de Sumatra, está previsto há vários anos e que um terramoto de grandes proporções acontecerá nesta região do globo, embora não seja possível prever quando. A ilha situa-se entre duas linhas sísmicas, ligadas às placas tectónicas indo-australiana e euroasiática. Os cientistas pedem aos governos da região que invistam na construção anti-sísmica e no alargamento das vias de comunicação. Para já, é importante ajudar as populações atingidas. A ajuda humanitária e financeira começa a chegar de países como a China, o Japão, a Austrália, Estados Unidos ou Grã-Bretanha. Falta comida, água potável, abrigos… Milhares de pessoas perderam tudo.