Última hora

Última hora

Soldados da ISAF morrem no Afeganistão

Em leitura:

Soldados da ISAF morrem no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Oito soldados americanos foram mortos e dezenas de polícias e soldados afegãos estão desaparecidos, na sequência de um violento combate na província do Nuristão.

Uma notícia que dificulta as aspirações do comando da ISAF que pede mais 40 mil homens para o Afeganistão. Os soldados americanos têm sido os mais sacrificados nesta guerra. Os Estados Unidos já perderam 861 soldados, a Grã-Bretanha, 219, o Canadá 131. Portugal registou até agora duas baixas. O ataque deste domingo foi dos mais mortíferos do ano de 2009, um ano negro para os esforço da força internacional naquele país. o general Stanley McCrhystal, que dirige as tropas da NATO, defende que para além de combater é preciso aproximar os soldados das populações. Este domingo, as forças da ISAF foram atacadas a partir de uma mesquita, numa aldeia do Nuristão. Segundo uma fonte da polícia afegã, centenas de activistas, muitos estrangeiros, vindos do Paquistão, participaram neste ataque.