Última hora

Última hora

Greve dos funcionários públicos romenos fragiliza ainda mais governo minoritário

Em leitura:

Greve dos funcionários públicos romenos fragiliza ainda mais governo minoritário

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a pressão sobre o governo minoritário da Roménia. 800 000 funcionários públicos saíram às ruas das principais cidades romenas para protestar contra as medidas de contenção exigidas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) para ajudar o país a sair da crise.

Nos hospitais apenas os serviços de urgência foram assegurados. As escolas não abriram as portas. Os transportes públicos não foram afectados pela greve. A manifestação acontece quatro dias depois da demissão em bloco dos ministros do Partido Social-Democrata da coligação governamental. A Roménia enfrenta uma grave recessão, com uma previsão de descida de 8,5 por cento do PIB para 2009. O primeiro-ministro Emil Boc pediu na semana passada uma moratória de alguns meses em relação aos movimentos de protesto para poder chegar a um compromisso sobre as principais reivindicações, entre as quais um aumento do salário mínimo.