Última hora

Última hora

Ministros da Agricultura debateram crise do sector leiteiro

Em leitura:

Ministros da Agricultura debateram crise do sector leiteiro

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de produtores de leite pediram “preços justos” aos ministros da Agricultura dos 27. Os agricultores voltaram a protestar junto à sede da União Europeia, onde, na segunda-feira, se reuniram os governantes do sector.

“Nós propomos que os produtores, de uma forma voluntária e através de incentivos, reduzam a produção, com o intuito de ser mais flexível, de responder às variações”, defendeu Romuald Schaber, presidente da federação europeia dos produtores de leite. A reunião extraordinária dos ministros da Agricultura foi pedida pela França, que defende, com o apoio da maioria dos 27, uma nova regulação do sector leiteiro. “Mudámos de direcção, estamos na direcção da regulação. Tudo isso demora tempo a construir, mas estamos no caminho certo”, disse o ministro francês da Agricultura, Bruno Lemaire. Para já, desta sessão extraordinária, resultou apenas a criação de uma comissão constituída por especialistas, que vão estudar as melhores medidas a aplicar no sector leiteiro a médio e longo prazo. “Concordámos, em 2003, que as quotas deviam ser abolidas, em 2015, e isto voltou a ser confirmado na discussão do exame de saúde e esta posição mantém-se. Portanto, as quotas vão desaparecer, no final de Março de 2015”, explicou a Comissária Europeia para a Agricultura, Mariann Fischer Boel. Os produtores suspenderam a greve do leite na semana passada, mas deixaram uma ameaça: retomar o protesto e endurecer as acções de luta, caso a reunião dos ministros da Agricultura não respondesse às suas exigências.