Última hora

Em leitura:

Nobel da Medicina distingue investigação sobre envelhecimento celular


EUA

Nobel da Medicina distingue investigação sobre envelhecimento celular

O prémio Nobel da Medicina foi atribuído a três cientistas de origens diversas que trabalham nos EUA: Carol Greider, Elizabeth Blackburn e Jack Szostak.

Os três investigadores foram premiados por terem feito avançar os conhecimentos sobre o envelhecimento celular. Vão receber um prémio de dez milhões de coroas suecas, quase um milhão de euros. Elizabeth Blackburn diz que “quando recebeu a notícia pelo telefone pensava que estava a sonhar” e quando compreendeu que podia ser verdade, “as células do cérebro começaram a acordar e começou a ficar cada vez mais excitada”. Os três premiados debruçaram-se sobre a enzima telomerase, que protege as células do envelhecimento e tem implicações para a investigação sobre o cancro. Segundo o Comité Nobel, os cientistas “descobriram a solução para um grande problema da biologia”: saber de que forma os cromossomas podem ser inteiramente copiados e como se protegem contra a degradação.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Berlusconi e a justiça