Última hora

Última hora

Acordo para exploração do subsolo mongól

Em leitura:

Acordo para exploração do subsolo mongól

Tamanho do texto Aa Aa

A Mongólia vai abrir o seu deserto à exploração mineira. Foram necessários seis anos de negociações para que o governo de Oulan Bator desse luz verde a um investimento de quatro mil milhões de euros. O canadiano Ivanhoe e o anglo-australiano Rio Tinto vão criar uma das maiores minas de cobre no mundo no deserto de Gobi. O Estado mongol vai deter 34 por cento do projecto.