Última hora

Última hora

General desmente de Villepin

Em leitura:

General desmente de Villepin

Tamanho do texto Aa Aa

A defesa de Dominique de Villepin no escândalo Clearstream foi fortemente abalada, esta segunda-feira, com o depoimento, em tribunal, do general Philippe Rondont.

Aquele militar disse perante o juizo correccional, que o antigo primeiro-ministro estava ao corrente de toda a maquinação. De Villepin sabia da inscrição em listas bancárias, dos nomes de personalidades, para iludir a investigação, disse a testemunha. Entre os inscritos, estava Nicolas Sarkozy. Villpein foi acusado de cumplicidade nesta maquinação, pelo entigo presidente da EADS, Jean-Louis Gergorin. O advogado de Villepin describilizou a testemunha: “Isto não tem nenhum valor. O general Rondont é alguém que acredita que Lahoud, outra testemunha, jantou très com Bin Laden. E acredita também que quando Gergorin lhe disse isto, vinha da parte de Villepin”. Imad Lahoud é outra testemuinha que, em tribunal, sustentou que de Villepin estava ao corrente de toda a manipulação, com o propósito de prejudicar a candidatuira presidencial de Nicolas Sarkozy. As declarações agora feitas pelo General Rondont, em sessão pública, coincidem com o depoimento anteriormente feito, perante o Juiz de Instrução Criminal.