Última hora

Última hora

A revolução pacífica de Leipzig

Em leitura:

A revolução pacífica de Leipzig

Tamanho do texto Aa Aa

“Liberdade” e “Somos o povo” foram algumas das palavras mais ouvidas nas ruas de Leipzig há 20 anos.

A 09 de Outubro de 1989 milhares de pessoas desafiaram as armas do regime, dando, início à revolução pacífica e à queda do muro de Berlim Nas ruas a tensão era enorme. Para Christoph Wonneberger o “dia 09 de Outobro foi uma espécie de casamento, uma oportunidade para anunciar uma boa notícia.” No leste da Alemanha, o dia é hoje assinalado com várias exposições e um espéctaculo de luzes. Iniciativas apadrinhadas pelos veteranos da revolução pacífica: “A nossa intenção era levar as forças do regime a apoiarem a manifestação dizendo-lhes para não nos atacarem, para não reprimirem homens indefesos e pacifistas” afirma Frank Richter. E foi isso, que aconteceu. As ordens de Berlim não era claras. Cabia aos comandantes e militares espalhados por Leipzig decidir a melhor forma de lidar com a situação. O nervosismo das forças do regime perante um mar de gente, terá evitado segundo muitos analistas o pior. Cerca de um ano mais tarde dava-se a reunificação da Alemanha.