Última hora

Última hora

Arménios não querem acordo com a Turquia

Em leitura:

Arménios não querem acordo com a Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de arménios manifestram-se nas ruas da capital, em Yerevan, contra os acordos que o governo vai assinar com a Turquia.

Os dois chefes de estado encontram-se na Suíça, este sábado, para restabelecerem as relações diplomáticas bilaterais. Uma aproximação histórica que acaba com décadas de ruptura mas que não convence a maior parte dos arménios, como justifica um membro do partido da oposição: “Somos contra estes protocolos. O que eles chamam de protocolos só são bons no papel, porque este só defende os interesses turcos.” O primeiro passo para a reconciliação aconteceu há um ano. Os dois presidentes assistiram juntos a um jogo de futebol entre as duas selecções. Este ano, os governo de Yerevan e de Ancara reuniram-se quatro vezes para discutirem a reabertura das fronteiras. Só um acordo aproxima a Turquia da desejada adesão à União Europeia e ajudaria a Arménia a recuperar a economia, após anos de isolamento. Os factos históricos pesam e reportam a 1915 e 1917, altura em que o império otomano massacrou mais de um milhão de arménios. A Turquia rejeita o termo genocídio e diz que se tratou de uma guerra civil.