Última hora

Última hora

Washington exige mais abertura a Teerão sobre o seu programa nuclear

Em leitura:

Washington exige mais abertura a Teerão sobre o seu programa nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

A secretária de Estado norte americana, Hillary Clinton, considerou “positivas” as discussões da semana passada, em Genebra, mas insiste que os Estados Unidos esperam “mais transparência” ao regime iraniano.

“Concordamos que a reunião dos cinco mais um em Genebra foi construtiva e positiva mas agora as palavras devem ser seguidas de acção. Há palavras a mais. Nos dizemos a uma so voz e enviamos a mensagem ao Irão: a comunidade internacional não irá esperar indefinidamente que o Irão dê provas de cumprir as suas obrigações internacionais”. Em Genebra, os iranianos aceitaram uma visita à segunda fábrica de enriquecimento de urânio, em Qom, a ser efectuada pelos inspectores da Agência Internacional de Energia Atómica. O presidente Mahmoud Ahmadinejad defende que a nova unidade é “perfeitamente legal”, enquanto que Estados Unidos, França e Grã-Bretanha instam o Irão a revelar todas as suas actividades nucleares sob a ameaça de sanções. Ahmadinejad, estimou o anúncio da construção destas novas instalações enriquecimento constitui um “duro golpe” para as potências ocidentais. As seis potências insistem na suspensão das sanções contra a suspensão total do enriquecimento de urânio e exigem do Irão a garantia do carácter pacífico do seu programa nuclear.