Última hora

Última hora

Três mil milhões de euros de contratos assinados entre Pequim e Moscovo

Em leitura:

Três mil milhões de euros de contratos assinados entre Pequim e Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

Três mil milhões de euros em contratos e protocolos é o resultado da visita de Vladimir Putin à China. O montante dos acordos entre os dois países foi divulgado pelo vice-primeiro russo, Alexandre Jukov.

No topo das discussões entre os dois chefes de governo esteve também a questão do gás. Moscovo e Pequim deverão assinar um acordo em Junho de 2010 que prevê um fornecimento anual à China que poderá chegar aos 70 mil milhões de metros cúbicos de gás, a partir da Sibéria Ocidental e do Extremo Oriente russo. Jukov anunciou também que o Banco Económico Externo (Vneshekonombank) e o Banco de Fomento da China assinaram acordos de crédito de mais de 450 mil milhões de euros, exemplo seguido pelo Banco Comercial Externo (Vneshtorgbank) e pelo Banco Agrícola da China. Está prevista também a assinatura de acordos de cooperação na construção de caminhos-de-ferro.