Última hora

Última hora

Brown anuncia oovo reforço de tropas no Afeganistão

Em leitura:

Brown anuncia oovo reforço de tropas no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro britânico anunciou que o Reino Unido deverá enviar mais 500 soldados para o Afeganistão.

Mas o aumento depende de três condições: Cabul deve assumir o treino das tropas afegãs, as unidades britânicas devem receber o equipamento adequado e todos os países da coligação internacional devem contribuir para o esforço militar adicional. Gordon Brown explica que o reforço sugerido “segue indicações claras dos chefes de Estado-Maior e dos comandantes no terreno para a implementação da estratégia de redução de risco para as tropas. É por esse motivo” que Brown concordou “em princípio, com um aumento do contingente britânico para 9500 homens, concretizado quando forem cumpridas as três condições”. As intenções de Londres contrastam com a última sondagem do diário The Times, segundo a qual 36 por cento dos britânicos pedem a retirada imediata das tropas. O activista “anti-guerra” Jonathan Reiss diz que “o comando das tropas norte-americanas pede mais 40 mil soldados, num momento em que os governos holandês e canadiano estabelecem calendários para a retirada”. Por isso, o gesto britânico “pretende mostrar apoio aos Estados Unidos, mas não fará qualquer diferença a nível militar”. Se a Grã-Bretanha já definiu o esforço militar adicional, os Estados Unidos, com 68 mil soldados no terreno, estudam para o próximo ano um aumento de 30 a 40 mil militares, o número pedido pelo comandante da NATO, o general Stanley McChrystal.