Última hora

Última hora

Bancos pressionam bolsas

Em leitura:

Bancos pressionam bolsas

Tamanho do texto Aa Aa

As bolsas da Europa fecharam com descidas, esta quinta-feira, com excepção para Paris, onde o CAC 40 terminou o dia a rondar a linha de água.

Ontem, as bolsas foram impulsionadas pelos resultados do JP Morgan Chase. Hoje, os números de outros dois bancos, o Citigroup e o Goldman Sachs, estiveram a travar os ganhos. No entanto, esta é uma boa altura para o sector bancário, como explica o analista Oliver Roth: “Os bancos dispõem de óptimas condições neste momento. A taxa de juro, que é quase zero nos Estados Unidos e muito baixa na Europa, encoraja-os a investir em negócios arriscados e fazer grandes quantidades de dinheiro. Por isso, os lucros dos bancos não surpreendem. Mas isso não significa que os bancos tenham já saído da crise”. O psi-20, da Euronext Lisboa, acompanhou a tendência dos outros índices e fechou com uma descida de 0,3%, por culpa sobretudo da queda na Portugal Telecom. O BCP esteve a liderar os ganhos e evitou uma queda maior do índice. No mercado cambial, o euro aproxima-se da marca de 1,50 dólares. As cotações do barril de petróleo estiveram a subir.