Última hora

Última hora

Nokia sofre com concorrência

Em leitura:

Nokia sofre com concorrência

Tamanho do texto Aa Aa

A Nokia esteve, no terceiro trimestre do ano, a sofrer os efeitos da concorrência do iPhone da Apple.

O grupo finlandês, maior fabricante mundial de telemóveis, teve um prejuízo de 559 milhões de euros no período, com um encargo maior que o esperado na divisão de redes e uma queda na venda de telefones multi-aplicações, os chamados smartphones, em que concorre directamente com o iPhone. A fatia de mercado da Nokia, neste sector, caíu dos 41% para os 35%. No entanto, a principal divisão do grupo, a do fabrico de telemóveis, teve resultados melhores que os esperados, graças a um aumento da procura motivado pela retoma em vários mercados. A divisão de redes é operada em parceria com a Siemens e é a que está a dar mais dores de cabeça aos executivos do grupo finlandês, já que os efeitos devem prolongar-se até ao fim do ano. Este prejuízo, que foi o primeiro da Nokia em dez anos, motivou uma forte queda dos papéis do grupo na bolsa de Helsínquia.