Última hora

Última hora

Palestinianos apelam a castigo contra Israel

Em leitura:

Palestinianos apelam a castigo contra Israel

Tamanho do texto Aa Aa

O encontro mensal do Conselho de Segurança da ONU em Nova Iorque, dedicado às questões do Médio Oriente, concentrou-se sobre o relatório Goldstone.

O ministro palestiniano dos Negócios Estrangeiros, Riad al-Malki, afirmou que as conclusões do relatório apontam Israel como responsável por crimes contra a Humanidade. Após o encontro o embaixador palestiniano na ONU falou à imprensa, “estamos numa nova fase de responsabilização e trata-se de um processo é longo. Estamos determinados em defender a lei internacional, a lei humanitária internacional e levar os criminosos à justiça.” Estas acusações são contudo afastadas pelos israelitas. A embaixadora de Israel na ONU rejeita as conclusões do relatório Goldstone afirmando que é unilateral e tendencioso. O Conselho de Direitos Humanos da ONU encomendou o relatório e preparou o debate para o início de Outubro. Diplomatas palestinianos concordaram em adiar a discussão até Março do próximo ano devido a fortes pressões norte-americanas. Mas o adiamento foi recebido com críticas que visaram o presidente palestiniano Mahmoud Abbas. O relatório é discutido esta quinta-feira em Genebra no seio do Conselho de Direitos Humanos.