Última hora

Última hora

Fim de exercícios militares no Casaquistão

Em leitura:

Fim de exercícios militares no Casaquistão

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia e outras quatro ex-repúblicas soviéticas concluiram uma série de exercícios da força conjunta de intervenção rápida.

Criada pela Organização do Tratado de Segurança Colectiva, uma aliança apelidada por alguns de “NATO russa”, a força efectuou simulações de guerra, na base militar de Matiboulak, no sudeste do Casaquistão, nas últimas duas semanas. Na primeira fila, o presidente russo Dmitri Medvedev assistiu aos exercícios, acompanhado pelos homólogos da Arménia, do Tajiquistão, do Quirguistão e do Casaquistão. A operação militar mobilizou 7 mil homens e 90 aviões. O Kremlin adianta que o organismo tem como objectivo intervir em cenários de terrorismo, tráfico de droga e nos conflitos locais e regionais. No entanto, os analistas políticos afirmam que se trata de uma tentativa clara para criar uma força paralela à NATO, que reforce a influência russa na região.