Última hora

Última hora

Há cada vez mais gente com fome

Em leitura:

Há cada vez mais gente com fome

Tamanho do texto Aa Aa

Há cada vez mais gente com fome no mundo. A situação agravou-se este ano. Mais de mil milhões de pessoas sofrem de subnutrição, o dobro de há trinta anos.

O alerta foi lançado hoje pela ONU. As regiões mais afectadas são a Ásia e o Pacífico, com 642 milhões de pessoas a sofrer de fome crónica. Na África Subsariana o flagelo toca 265 milhões. Em entrevista à Euronews, o director da FAO, diz que na raiz do problema está a queda drástica do investimento na agricultura dos países pobres: “Há fome no mundo porque não investimos o suficiente na agricultura dos países pobres. Dou-lhe apenas alguns números: a parte da ajuda ao desenvolvimento que vai para a agricultura era de dezassete por cento em 1980, em 2006 caiu para os 3,8 por cento”. Um relatório das Nações Unidas conclui que o principal erro dos últimos trinta anos foi a falta de investimento na agricultura familiar. As pessoas que têm fome pertencem basicamente ao mesmo grupo. São os agricultores pobres que ficam privados de comida quando há intempéries e aqueles que migraram para os bairros de lata das grandes cidades.