Última hora

Última hora

"Times" insiste nas acusações contra Itália

Em leitura:

"Times" insiste nas acusações contra Itália

Tamanho do texto Aa Aa

O jornal britânico “Times” reafirmou as acusações levantadas contra o governo italiano segundo as quais o contingente transalpino da NATO teria pago a forças Taleban e líderes militares afegãos a fim de evitar ataques sobre as suas forças.

A polémica está a gerar controvérsia em Itália. Eis o depoimento do jornalista do “Times”, Tom Coghlan: “sabemos de duas áreas do Afeganistão onde se encontravam as forças italianas e onde foram efectuados pagamentos. A razão porque sabemos isso é porque os serviços secretos norte-americanos, segundo as nossas fontes no seio da NATO, interceptaram conversas telefónicas entre comandantes insurgentes e agentes secretos italianos”. Segundo o jornal, a falta de informações sobre os pagamentos estiveram na origem da morte de dez soldados franceses em Agosto do ano passado. Quando os italianos foram substituídos por forças francesas, os insurgentes assumiram que o acordo teria terminado. Esta quinta-feira, o ministro italiano da Defesa, Ignazio La Russa, classificou as informações do “Times” como “lixo” e “ofensivas” tendo iniciado um processo jurídico contra o jornal. “Nenhum organismo governamental trabalha da forma como o Times descreve. É odioso que o jornal tenha iniciado uma campanha anti-italiana usando todo o tipo de lixo”. Desde o início das operações no Afeganistão, a França já perdeu 36 soldados. Cerca de três milhares de homens encontram-se actualmente no terreno.