Última hora

Última hora

Londres nega envolvimento em atentado no Irão

Em leitura:

Londres nega envolvimento em atentado no Irão

Tamanho do texto Aa Aa

A Grã-Bretanha rejeita categoricamente qualquer envolvimento no atentado cometido este domingo contra os Guardiães da Revolução.

Uma posição tornada pública esta segunda-feira pelo ministério dos Negócios Estrangeiros britânico depois de Teerão ter acusado os serviços secretos às ordens de Londres, Washington e de Islamabad de terem treinado e equipado o grupo sunita Joundallah, ao qual a acção foi atribuída. O presidente Mahmoud Ahmadinejad convidou esta segunda-feira o seu homólogo paquistanês Asif Ali Zardari a cooperar com o Irão na busca dos mandantes do atentado. Ahmadinejad instou o governo paquistanês a colaborar nos esforços para deter os terroristas o mais rapidamente possível. O atentado suicida ocorreu na cidade Pishin durante uma reunião entre os comandantes da guarda de elite do regime xiita iraniano e os chefes tribais. O ataque resultou na morte de pelo menos 42 pessoas entre as quais se encontram dois comandantes dos guardiães da Revolução, a guarda de elite afecta aos líderes religiosos que desde o final da década de 70 detém o poder na república islâmica.