Última hora

Última hora

Afeganistão tem duas semanas para preparar difícil segunda volta das presidenciais

Em leitura:

Afeganistão tem duas semanas para preparar difícil segunda volta das presidenciais

Tamanho do texto Aa Aa

O Afeganistão prepara-se a contra-relógio para a segunda volta das eleições presidenciais. Depois da anulação de mais de um milhão de boletins fraudulentos do primeiro escrutínio, os resultados oficiais obrigaram o presidente cessante Hamid Karzai a enfrentar novamente Abdullah Abdullah.

O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros sublinhou que a segunda volta é o “único cenário” possível e explicou que a sua equipa estabeleceu “várias sugestões, recomendações e condições para evitar fraudes maciças na próxima votação”. Mas as irregularidades estão longe de ser a única preocupação para o escrutínio. A elevada insegurança faz temer uma abstenção ainda mais significativa do que na primeira volta. O porta-voz da missão da ONU no Afeganistão garante, no entanto, que já “estão em curso os preparativos para a segunda volta. Os materiais de voto estão todos no país e os boletins foram imprimidos”. Mobilizar um eleitorado receoso e desiludido é portanto uma prioridade para não afectar a credibilidade do escrutínio. Com a rápida aproximação do Inverno afegão, os preparativos representam um verdadeiro pesadelo logístico.