Última hora

Última hora

Ameaça talibã assombra Paquistão

Em leitura:

Ameaça talibã assombra Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

A ofensiva militar terrestre e área que o exército paquistanês lançou, no sábado, no Waziristão do sul, despertou a ira dos talibãs.

Os confrontos intensificam-se e os soldados do Paquistão tem encontrado forte resistência dos rebeldes, na posse de armas pesadas. A região do conflito é conhecida como um dos bastiões dos talibãs, no noroeste do Paquistão. Mas os islamitas têm expandido os ataques a outros pontos do país, sem poupar a capital de Islamabad. Os civis continuam a pagar o preço mais alto. O número de deslocados é de 130 mil pessoas, sendo que 50 mil fugiram só nesta última semana. Como explica um habitante: “Há quatro dias que estou a fugir. Pelo caminho vi pessoas doentes, idosos, e mesmo pessoas feridas. Não têm transportes. A situação é muito difícil e o governo não está a fazer nada por eles”. Em quinze dias, 182 pessoas morreram em todo o país. Esta quinta-feira, um brigadeiro do exército paquistanês e o motorista que o conduzia morreram, quando o carro em que seguiam foi alvejado por desconhecidos numa zona residencial.