Última hora

Última hora

Avião do presidente somali alvejado por rebeldes islamitas

Em leitura:

Avião do presidente somali alvejado por rebeldes islamitas

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 30 pessoas morreram na Somália na sequência de intensos combates ocorridos na capital esta quinta-feira.

As forças governamentais, apoiadas por tropas da União Africana com armamento pesado, combatem os rebeldes islamitas nas ruas de Mogadíscio. Os confrontos têm-se intensificado ao longo da última semana. Militantes armados dispararam tiros de artilharia contra o avião que transportava o presidente do país. Sheik Sharif Ahmed partia a caminho de uma cimeira no Uganda e escapou ileso. O conflito somali já matou desde 2007 mais de 19.000 civis e obrigou milhão e meio de pessoas a abandonarem as suas casas, resultando numa das piores crises humanitárias da actualidade. As tropas governamentais controlam apenas quatro quarteirões da capital num país arrasado por 18 anos de guerra civil e anarquia. Apoiado pelas Nações Unidas, o actual Governo tenta fazer face à rebelião islamita, conduzida pelo movimento Chabaab.