Última hora

Última hora

Conservadores e liberais apresentam nova coligação alemã

Em leitura:

Conservadores e liberais apresentam nova coligação alemã

Tamanho do texto Aa Aa

Conservadores e liberais apresentaram hoje a composição e o programa do novo Governo alemão. Depois de uma maratona negocial, a CDU/CSU da chanceler Angela Merkel e o FDP chegaram finalmente a um acordo de coligação. O próximo executivo vai implementar uma redução da carga fiscal avaliada em 24 mil milhões de euros.

O líder dos liberais e próximo chefe da diplomacia alemã, Guido Westerwelle, explicou que o objectivo é “aliviar as famílias”. A baixa dos impostos “começará a ser implementada no dia 1 de Janeiro de 2010”. O novo governo quer “uma grande reforma dos impostos”, executada “de forma faseada”. População e empresas beneficiam da redução dos impostos já a partir do próximo ano, mas a reforma do regime fiscal só acontece a partir de 2011. A implementação das medidas fica a cargo de Wolfgang Schaeuble, um veterano da CDU, que passa da pasta do Interior para as Finanças. Karl Theodor zu Guttenberg passa da Economia para a Defesa. Mas a estrela ascendente do executivo de Merkel, de 37 anos, deixará de ser o ministro mais jovem. Aos 36 anos, o liberal de origem vietnamita Philipp Roesler recebe a pasta da Saúde.