Última hora

Última hora

Segurança reforçada no Afeganistão

Em leitura:

Segurança reforçada no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

O Afeganistão prepara a segunda volta das presidenciais, dentro de duas semanas.

Em plena campanha eleitoral, Abdullah Abdullah, opositor do presidente Hamid Karzai e derrotado na primeira volta, busca apoio junto de representantes de várias províncias. Na capital afegã, as medidas de segurança foram reforçadas, um dia depois dos talibã ameaçarem começar uma campanha de atentados e intimidação dos eleitores. Noutro ponto de Cabul, milhares de pessoas juntaram-se num protesto contra as forças norte-americanas. Os manifestantes alegam que uma cópia do Alcorão foi queimada por soldados estrangeiros na província de Wardak. Estados Unidos e NATO negam o envolvimento em qualquer incidente e apontam o dedo aos talibã, que terão lançado o rumor. O protesto degenerou em violência e a polícia afegã deteve alguns manifestantes. A primeira volta das eleições ficou marcada pela fraude, mas também pela violência talibã. Menos de 40 por cento dos eleitores foram às urnas em Agosto. Estima-se que esse número seja ainda menor no próximo dia 7 de Novembro.