Última hora

Última hora

Planos energéticos russos ameaçam tribo da Sibéria

Em leitura:

Planos energéticos russos ameaçam tribo da Sibéria

Tamanho do texto Aa Aa

Há séculos que a tribo dos Nenets vive na península de Yamal, um território inóspito que faz parte da Rússia, a 2.000 quilómetros da capital.

Mas as mudanças climáticas e a descoberta de gigantescas reservas de gás natural ameaçam um povo que sobreviveu aos Czares, e há revolução bolchevique. “Há menos alces, é a primeira vez que damos por isso, e as renas estão um bocadinho mais fracas, antigamente eram todas saudáveis”, declarou Vladimir Agatetov, um membro da tribo. Moscovo tem planos ambiciosos para que a companhia estatal Gazprom comece a explorar uma quantidade de gás capaz de aquecer o planeta durante cinco anos. Os peritos ambientais, como os próprios Nenets, dizem que a poluição da indústria vai danificar a Tundra e acabar com o principal modo de subsistência da tribo nómada. As Nações Unidas apelaram ao Governo russo para que salvaguarde os interesses dos 42.000 indígenas que vivem naquela região do árctico.