Última hora

Última hora

A ofensiva diplomática de Clinton no Paquistão

Em leitura:

A ofensiva diplomática de Clinton no Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

A secretária de Estado norte-americana iniciou hoje uma visita de vários dias ao Paquistão, para reforçar a cooperação económica e militar com o país.

Hillary Clinton sublinhou à chegada a Islamabad que as discussôes dos próximos dias vão centrar-se não só na luta contra o terrorismo, mas também no tema da proliferação nuclear e na proposta de triplicar a actual ajuda norte-americana ao país. Um analista político paquistanês, recorda que, “sob pressão norte-americana, o governo pôs fim aos acordos de paz com os líderes talibã na região Norte e Sul do Waziristão. Washington está preocupado com a forma como estes grupos apoiam o terrorismo no Afeganistão, mas a situação arrisca-se a dificultar os esforços do governo para negociar com estes grupos e tentar pôr termo à violência na região”. A aliança com os Estados Unidos originou vários protestos contra o governo paquistanês, por parte dos meios islamitas. Mais de metade da população confessa-se “desconfortável” com a aproximação entre Washington e Islamabad.