Última hora

Última hora

Aumenta a pressão sobre os checos mas os opositores ao tratado de Lisboa Resistem

Em leitura:

Aumenta a pressão sobre os checos mas os opositores ao tratado de Lisboa Resistem

Tamanho do texto Aa Aa

A decisâo sobre a constitucionalidade do texto foi adiada e só deverá ser aunciada dia 3 de Novembro

Mantem-se assim o suspense depois da audiência desta terça feira no Supremo tribunal onde um grupo de senadores próximos do presidente Vaclav Klaus tinha apresentado uma queixa considerando que o tratado feria a soberania nacional. “Nós queremos o mesmo que o presidente Klaus, refere um dos senadores. “ O Total dos direitos nâo deve superior aos da republica checa”. Apesar da pressão de Bruxelas, a resistência poderá atrasar a aplicação do documento cuja entrada em vigor do Tratado está prevista para o final do ano. A população mostra-se também alguma desconfiança em relação a Bruxelas “Esse acordo é desvantajoso para nós E dizem as sondagens que a maioria dos checos está de acordo com o presidente. “EU não concordo com o tratado de Lsinoa porque vai reduzir a nossa liberdade” O documento já teve aprovação das duas câmaras do parlamento checo, mas está ainda em falta a assinatura do Presidente Vaclav Klaus, um eurocéptico, para a sua ratificação final.