Última hora

Última hora

Bruxelas quer veículos comerciais mais ecológicos

Em leitura:

Bruxelas quer veículos comerciais mais ecológicos

Tamanho do texto Aa Aa

Os veículos comerciais estão na linha de mira de Bruxelas. A menos de dois meses da cimeira de Copenhaga, a Comissão Europeia quer terminar o trabalho começado com a legislação sobre as emissões poluentes dos veículos ligeiros.

A proposta exige a redução progressiva as emissões de CO2 dos veículos comerciais para atingir 175 g/km em 2016 e mesmo 135 g/km em 2020. Um esforço elevado para os construtores tendo em conta que a média actual é de 203 g/km. Quem não respeitar a média de emissões será multado, mas os números apresentados ficam aquém da proposta inicial, fortemente contestada pelo sector automóvel. As emissões dos transportes representam hoje 17% do total das emissões de CO2 na União Europeia. Stavros Dimas, Comissário Europeu para o Ambiente, explica também que “um dos objectivos desta proposta é preencher o vazio legislativo que existe depois da legislação sobre os veículos ligeiros e a possibilidade de alguns construtores puderem usar o vazio para designar veículos ligeiros como comerciais”. Com o aproximar da cimeira de Copenhaga, as organizações não governamentais acentuam a pressão sobre os Vinte e Sete. Esta quarta-feira, Oxfam e a Greenpeace realizaram protestos em várias capitais europeias para pedir à União mais esforços para reduzir as emissões poluentes e dinheiro para ajudar os países pobres a lutar contra as mudanças climáticas. A questão financeira divide os líderes europeus e será debatida na cimeira desta semana.